domingo, 15 de março de 2009

Café


Senti que este espaço estava precisando de um pouco de informação útil, então resolvi falar um pouco de café. Esta que é uma das minhas bebidas favoritas e um dos meus maiores vícios.
Bebo café todos os dias e espere que este post seja uma fonte de informação tão útil para você, meu amigo leitor, quanto foi para mim.
O café sempre esteve presente na minha vida. Quando era criança, meus pais cultivavam alguns cafeeiros no enorme quintal da casa onde morávamos e eu adorava mastigar o grão, ainda em cereja, no pé.
***********
O café é uma bebida produzida a partir dos grãos torrados do fruto do cafeeiro. É servido tradicionalmente quente, mas também pode ser consumido gelado. O café é um estimulante por possuir cafeína.

Em alguns períodos da década de 1980, o café era a segunda commodity mais negociada no mundo por valor monetário, atrás apenas do petróleo.
A história do café começou no século IX. Originário das terras altas da Etiópia (possivelmente com culturas no Sudão e Quênia) e difundido para o mundo através do Egito e da Europa. A palavra café é originária do árabe qahwa, que significa "vinho", devido a importância que a planta passou a ter para o mundo árabe.
Uma lenda conta que um pastor chamado Kaldi observou que suas cabras ficavam mais espertas ao comer as folhas e frutos do cafeeiro. Ele experimentou os frutos e sentiu maior vivacidade. Um monge da região, informado sobre o fato, começou a utilizar uma infusão de frutos para resistir ao sono enquanto orava.
O conhecimento dos efeitos da bebida disseminou-se e no século XVI o café era utilizado no oriente, sendo torrado pela primeira vez na Pérsia.
O café no entanto teve inimigos mesmo entre os árabes, que consideravam suas propriedades contrárias às leis do profeta Maomé. No entanto, logo o café venceu essas resistências e até os doutores maometanos aderiram à bebida para favorecer a digestão, alegrar o espírito e afastar o sono, segundo os escritores da época.
x
Lavoura de café no Brasil
Em 1727, o sargento-mor Francisco de Melo Palheta, a pedido do governador do Estado do Grão-Pará, lançou-se numa missão para conseguir mudas de café, produto que já tinha grande valor comercial. Para isso, fez uma viagem à Guiana Francesa e lá se aproximou da esposa do governador da capital Caiena. Conquistada sua confiança, conseguiu dela uma muda de café-arábico, que foi trazida clandestinamente para o Brasil.
Das primeiras plantações na Região Norte, mais especificamente em Belém, as mudas foram usadas para plantios no maranhão e na Bahia na Região Nordeste.
As condições climáticas não eram as melhores nessa primeira escolha e, entre 1800 e 1850 tentou-se o cultivo noutras regiões: o desembargador João Alberto Castelo Branco trouxe mudas do Pará para a Região Sudeste e as cultivou no Rio de Janeiro depois São Paulo e Minas Gerais, locais onde o sucesso foi total. Também como fator favorável é citado haver nesses locais e no Paraná a terra-roxa, considerada o melhor solo para o plantio do café. Graças a isso o Paraná tornou-se o maior estado produtor brasileiro em 1959. O negócio do café começou, assim, a desenvolver-se de tal forma que se tornou a mais importante fonte de receitas do Brasil durante muitas décadas.
Vale ressaltar que o sucesso da lavoura do café em São Paulo durante a primeira parte do século XX, levando o Estado a se tornar um dos mais ricos do país, fazendo com que vários fazendeiros indicassem ou se tornassem eles próprios presidentes do Brasil (política conhecida como café-com-leire, por se alternarem na presidência paulistas e mineiros), até que se enfraqueceram politicamente com a Revolução de 1930.


A crise de 1929
Com a "quebra" da Bolsa de Valores americana em 1929, o Brasil teve a primeira grande crise de superprodução do café, tendo que o governo brasileiro promover a queima de estoques para tentar segurar os preços. No final da década de 30, o Brasil tinha-se visto a braços com outro excedente de produção que foi resolvido com ajuda da Nestlé, quando esta inventou o café instantâneo.
Superada mais essa crise, o Brasil continuou a ser o maior produtor mundial de café, embora nos últimos anos tenha de concorrer com outros países da América Latina.

Café e Saúde
A maioria das pessoas que consomem café diariamente desconhece as substâncias saudáveis e os seus efeitos terapêuticos:

→ O consumo moderado de café (de três a quatro xícaras por dia) exerce efeito de prevenção de problemas tão diversos como o mal de Parkinson, a depressão, o diabetes, os cálculos biliares, o câncer de cólon e o consumo de drogas como o álcool. Além disso melhora a atenção e, conseqüentemente, o desempenho escolar.
→ O café contém vitamina B, lipídios, aminoácidos, açucares e uma grande variedade de minerais, como potássio e cálcio, além da cafeína.
→ O café tem propriedades antioxidantes, combatendo os radicais livres e melhorando o desempenho na prática de esportes.
→Doenças como infarto, malformação fetal, câncer de mama, aborto e úlcera gástrica ou qualquer outro tipo de câncer não estão associadas ao consumo moderado de cafeína.
→ Melhora a taxa de oxigenação do sangue.
→ A cafeína chega às células do corpo em menos de 20 minutos após a ingestão do café. No cérebro, a cafeína aumenta a influência do neurotransmissor dopamina.

Entre os malefícios causados pelo consumo excessivo de café podemos listar:
→ Causa enfraquecimento do organismo através da perda de sódio, potássio, cálcio, zinco, magnésio, vitaminas A e C, bem como do complexo B.
→ Possui relação direta com a doença fibroquística (eventualmente percursora do “câncer da mama”).
→ Pode causar o aparecimento de polipos (primeiro estágio do câncer no aparelho digestivo), verrugas, psoríases e outras afecções dermatológicas.
→ Provoca uma maior secreção de ácido clorídrico, causando irritações nas mucosas intestinais que causam colites e ulcerações, principalmente para quem sofre de gastrite.
→ Sua ação é acidificante do sangue, propiciando o surgimento de leucorreias, cistites, colibaciloses e variados acessos fúngicos.


O café é, atualmente, a bebida artificial mais consumida no mundo, sendo servidas cerca de 400 bilhões de xícaras por ano.

Pena Branca e Xavantinho - Flôr do Cafezal

13 comentários:

Remi disse...

3 a 4 xícaras é um consumo moderado?
COMOASSIM

Vitor Veríssimo disse...

claro, não se esqueça que estamos falando de xícara de café...as vezes eu tomo isso...3 ou 4, mas em xícaras de chá...rsss

thayze darnieri disse...

... nossa, posso dizer qe fiqei um pouco assustada com os maleficios do café! ainda beem qe estou dentro da faixa de consumo moderadoo. =)

Vitor Veríssimo disse...

Deveria prestar mais atenção na lista dos benefícios, que ká entre nós é bem maior...

Osório Filho disse...

Sim... os benefícios são bem maiores mesmo...
Também fiquei assustado com o tanto bom (as três a quatro xícaras).
Por "coicidência", acabo de chegar de um delicioso café que fica na 201 Sul, Bloco A de Brasília. Coloquei o endereço porque esqueci o nome. Lá tomei um café delicioso, a que eles chamaram "smoothie", que era uma mistura de espresso (ou expresso, como queiram) com gelo, banana, granola e mel. Uma delícia! E também no mesmo local li praticamente a mesma lista de benefícios que o café nos traz, inclusive as três a quatro xícaras como quantidades moderadas.
Café é realmente uma coisa ótima. Principalmente quando é bom! Felizmente, têm crescido no Brasil as marcas de alta qualidade!!! :)

Saúde! :)

thayze darnieri disse...

... sim, mas sabe como é? para mim, os maleficios se sobrepuseram porque alguns eu nem esperava! enfim, mas como tudo na vida é culpa do exageroo.

Vitor Veríssimo disse...

então terei todos...

Marlon Vila Nova disse...

Bem, considerando que eu bebo de uma a duas xícaras de café por semestre, pra entrar no consumo moderado eu preciso paticamente me viciar.
Mas essas informações foram válidas pra eu tentar chegar lá.

thayze darnieri disse...

... eita, essa informação do cultivo de café no seu quintaal eu desconheciaa!

vim ainda verificaar algo de benefico no café com relação a infartoos.. pensei ser algo de fato bom, pelo menos ele não tem relação direta com esse mal.

DinhoGyn disse...

Eu tô parando com o Café.
Vou tirar o aparelho e pretendo fazer um clareamento né.

Daeeeeeeeee
Neveeeeeeeer de Café e Coca.
huahuahahhahuah

=D

Sei lá disse...

Ae. Agora teu blog faz parte dos blogs que eu acompanho. :)

DinhoGyn disse...

Vamos atualizaaaaaaaaaaar...

Acho que já deu né.
huahuahuahahaa

\o/

Dinho disse...

Agora também tenho um....

http://inolvidable-parlatorio.blogspot.com/

Não resisti.