segunda-feira, 20 de julho de 2009

Crochê


Na última semana, recebi ótimas visitas, dois casais em períodos diferentes da semana. O segundo casal visitante fez algo ótimo por mim e que durará por toda minha existênicia: me ensinaram a arte do crochê.Me surpreendi com a rapidez com que aprendi a arte e já em três dias já estou na metade de um belo tapete utilizando desse tipo de artesanato feito com uma agulha especial que possui um gancho e que produz um trançado semelhante ao da malha ou da renda e entendo o que significa: três correntes para subir, entra na quarta casa, faz um ponto alto; duas correntes e pula duas casas e entra na terceira...rs
.
Um pouco da história dessa arte
A palavra foi originada de um termo existente no dialeto nórdico, com o significado de gancho (que é a forma do bico encurvado da agulha utilizada para puxar os pontos), que também originou croc, que em francês tem o mesmo significado.
Ninguém tem certeza de quando ou onde o crochê começou. Segundo os historiadores, os trabalhos de crochê têm origem na pré-história. A arte do crochê, como a conhecemos atualmente, foi desenvolvida no século XVI. O escritor dinamarquês Lis Paludan tentou descobrir a origem do crochê na Europa e fundamentou algumas teorias, ainda que afirme não haver evidência concreta sobre o quão antiga é essa bela arte.
A mais provável é a de que o crochê se originou na Arábia e chegou à Espanha pelas rotas comerciais do Mediterrâneo. Também há indícios posteriores da técnica em tribos da América do Sul, que usavam adornos de crochê em rituais da puberdade. Na China, bonecas eram feitas com a mesma técnica. É daí a origem mais provável do crochê, por meio da técnica de costura chinesa, uma forma primitiva de bordado que foi difundida no Oriente Médio e chegou à Europa por volta de 1700.
O crochê, no entanto, só começou a ser fortemente difundido em 1800. A francesa Riego de la Branchardiere desenhou padrões que podiam ser facilmente duplicados e publicou em livros para que outras pessoas pudessem começar a copiar os desenhos. Os trabalhos com a técnica do crochê podem ser realizados com qualquer tipo de fio ou material. Tudo depende da peça a ser executada: uma toalha delicada ou uma colcha, um casaco ou um tapete resistente. Atualmente, usa-se a técnica para confeccionar variadas peças, tudo depende da criatividade de cada um.
.
Onde sapeei: Wikipédia

5 comentários:

thayze darnieri disse...

... entra na terceira?
ahh, não! de novo, não!

arte belissima e muito dificultosa para as minhas mãos duraas.. mas eu insistoo, ainda faço tudo direiitinhoo!

Vitor Veríssimo disse...

é, entra na terceira...

railer disse...

nossa, me lembrou minha querida avó que faleceu faz um ano e meio. ela fazia tudo de crochê, até aos 94 anos! fez até biquini para minhas primas!

Osório Filho disse...

É... desde pequeno eu também tenho contato frequente com essa arte. Seja pela minha avó, tias ou primas nas mais variadas formas e estilos. Minha mãe também vez ou outra inventava alguma coisa, ainda que com menos frequência.
Até meu pai quando era pequeno, segundo relatos da minha vó paterna, era "obrigado" a fazer crochê para aquietar, pois ele era muito levado e assim dava algum sossego para a vovó... hheheheheh
Eu tentei várias vezes, porém nunca consegui. :(
Com certeza, algo muito bom para memória, criatividade ou mesmo para passar o tempo...

:)))

Remi disse...

"belo tapete"

HA-HA-HA